quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Dicas de como se alimentar no Carnaval












Boa tarde, gente. Carnaval chegando e você querendo curtir (seja pulando, viajando, enfim, como preferir) e uma das melhores maneiras de garantir isso é estando hidratado (último post) e também bem alimentado. Como nessa época do ano o "calor tá de rachar", o ideal são alimentos leves e muito muito líquido (vale tudo p/ se refrescar, picolé de frutas, água de côco, chá, sucos, a própria água mesmo). O ideal é que a alimentação sirva p/ dar disposição p/ aguentar o "rojão". Vamos ver algumas diquinhas aqui.
Devemos comer a cada 3 horas, evitar alimentos pesados (já pensou comer uma feijoada e ir pular debaixo de um sol de meio dia? É pedir p/ passar mal...) e comer muitas frutas e verduras (como dá p/ perceber, não tem muita novidade em relação ao que deve ser uma alimentação saudável, tirando que, nesse caso, o cardápio deve ser mais leve e ter mais líquido).



Enquanto estiver na festa:
  • Evite frituras;
  • Leve sempre uma barrinha de cereal na bolsa, só por garantia;
  • Antes de tomar álcool beba água (enquanto estiver tomando também e depois também. O corpo perde muita água, já que o álcool faz a pessoa urinar mais);
  • Lembre-se que álcool é muito calórico (também p/ VP é muito ponto), então deve ser ingerido c/ moderação por quem quer emagrecer (e também p/ não fazer besteira e esquecer depois, né?) e nunca tomá-lo de estômago vazio;
  • Já falei das frutas, legumes e verduras, mas não custa reforçar. São poucos calóricos (p/ quem faz VP, a grande maioria é 0 ponto), dão saciedade e repõem os nutrientes principais que "saem" no suor, ex: sódio, potássio e magnésio;
  • Consuma carboidratos complexos (eles demoram mais a serem digeridos e dão sensação de saciedade por mais tempo), como massas, pães, batatas e cerais (integrais ou lights, por favor, batata c/ moderação e nada de se entupir de macarrão, certo? O pão, se é difícil p/ você resistir a ele, pode aparecer, simplesmente, como croutons na salada _é mais garantido que não se exagere dessa forma_);
  • Evite carboidratos simples (açúcares), são digeridos mais rápido que os complexos e logo vai ter fome de novo (maaaas _tinha que ter um mas, rs..._ é possível tomar um picolé de frutas ou uma bola de sorvete depois de subir e descer ladeira sim. Afinal, é festa, e se o gasto calórico for maior não tem perigo de engordar. Caso esteja em dieta mesmo, prefira o picolé de frutas _1 ponto só_, só por garantia. O jogo é ceder um pouco e ser comedido(a) de outro. Quando nos restringimos demais a tendência é não conseguir levar tudo adiante e atacar tudo que vier pela frente quando não aguentar mais. É preciso encontar o "ponto de equilíbrio");
  • Hidrate-se sempre!!



Após a festa:
  • Mantenha-se na alimentação saudável, leve, c/ frutas, legumes e verduras e carboidratos (evitando gorduras e frituras);
  • Continue ingerindo muito líquido (se tomou muito álcool, pode ter desidratado). Água de côco, chá, suco de frutas e bastante água são mais que bem-vindos.





Sugestões de Cardápio:


Café da manhã:
  • 1 copo de 200 ml de leite desnatado;
  • 2 fatias de pão de forma integral;
  • 1 fruta;
  • 1 proteína (pode ser 1 colher de sopa de requeijão light _é 1 ponto só_ ou menos, se achar que é muito, um polenguinho light ou uma fatia de presunto magro ou 2 fatias de peito de peru light, enfim, tem várias possibilidades, é só saber escolher).
Lanche (Manhã/Tarde):
  • fruta;
  • 1 iogurte light (ou uma barra de cereal ou 1 polenguinho light c/ uma bolacha integral ou um pacotinho de cereais, daqueles de 25gr, etc).
Almoço:
  •  1/2 xícara de arroz integral (90gr);
  •  1/2 xícara de feijão multainho (90gr);
  •  Salada;
  • 1 peito de frango grelhado ou 1 filé de peixe (proteínaaa!!).
Jantar:
  • Fruta ou salada;
  • 1 xícara (240 ml) de canja de galinha ou sopa de feijão sem carne;
  • 2 fatias de pão de forma integral (no máximo, até 7 grãos _pode até comer c/ mais grãos, mais sabendo que mais que isso são muitos pontos_);
  • 1 fatia de queijo mussarela (30gr);
  • 1 polenquinho light ou uma bolacha integral;
Ceia:
  • Chá;
  • Fruta.

 




Gente, isso é só uma sugestão de cardápio, não é algo absoluto e definitivo, ok? É algo mais p/ se orientar. Tudo que tem aí são coisas que já comi, refeições que já fiz e posso dizer que, pelo programa do VP, funciona. Deve-se levar em conta também o tamanho da pessoa, o sexo _é, homem pode comer mais mesmo_ p/ chegar a um cardápio certo. O cardápio ideal é aquele em que a pessoa se sente alimentada, e fornece a seu corpo tudo que ele precisa p/ um bom funcionamento naquele momento, sem exageros. Ele pode ser montado c/ um nutricionista ou no VP mesmo tem sugestões, é só procurar uma reunião. Aqui tem receitas p/ o carnaval e outras sugestões de cardápio. ;)
Espero que tenham curtido. Quem quiser comentar, dizer a sua sugestão de cardápio, o que faz p/ enfrentar o Carnaval c/ saúde e deixar sua própria dica, fique à vontade!
 
There´s something about tomorrow... Ritmos carnavalescos, essa é a pedida do sábado de Carnaval. Vamos falar um pouco sobre e o quanto/se dá p/ emagrecer c/ cada um deles. Todo mundo "frevando" aqui no Joia!

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Hidratação e Carnaval: tudo a ver!! =]

 


Boa noite, gente. Estamos às vésperas do Carnaval e, p/ quem curte, mais importante do que a escolha da fantasia e onde brincar, é não esquecer de se manter hidratado(a) sempre. Precisamos, em média, de 2l de água por dia, p/ que o corpo funcione bem. Depois do oxigênio, a água é o que é mais importante p/ ficarmos vivos, e deve estar inclusa, sim, numa alimentação saudável. As temperaturas só fazem aumentar, o calor (e/ou o abafado) são presença constante nas nossas vidas (pelo menos p/ quem vive nos trópicos), o que significa mais perda de água, ou seja, temos que beber mais água ainda p/ não desidratar, ficar doentes, enfim... A sede é muito maior nessa época do ano também, né?
 
A água representa de 40% a 80% do peso de um ser humano. Sendo que perdemos, num dia, 2l dela (nas atividades diárias como respiração, urina, transpiração) e nosso corpo não permite fazer um "estoque reserva", ou seja, temos que estar sempre repondo. Não devemos esperar sentir sede p/ beber água (quando sentimos é por que o corpo já está na "reserva" de água dele).
 
 
                                                              
 
 
 
                                                       
 
 
 
Por que beber água sempre?
 
  1. Mascara a sensação de fome (lembram que já falamos aqui que, às vezes, estamos c/ sede e aí achamos que é fome?). Muitos médicos recomendam, inclusive, tomar um copo de água meia hora antes das refeições, pois diminui a quantidade de calorias ingeridas;
  2. Não tem calorias (é óbvio, mas é sempre bom dizer, né? Água é 'zero'!);
  3. Aguentamos semanas sem comer, mas não conseguimos ficar 10 dias sem beber água (no caso de crianças, 5 dias), é morte na certa (a perda de 20% da água do corpo pode causar a morte e de 10% gera danos graves);
  4. Tomar água gelada queima calorias (o corpo vai trabalhar p/ colocar o organismo de novo em temperatura ambiente, por isso consome mais energia. Embora a queima calórica seja pequena, meio litro de água gelada tem gasto de 17 calorias, já ajuda, né? ) e hidrata mais;
  5. Beber água faz bem p/ pele, unha e cabelos (ajuda a eliminar toxinas pelo suor e urina, ficando a pele c/ aparência saudável. Revitaliza células e mucosa, evitando o ressecamento e a descamação. Dá p/ perceber se a pessoa está bem hidratada olhando o aspecto dos cabelos, unhas e pele.);
  6. Transporta os nutrientes p/ todo o corpo e ajuda na absorção dos mesmos (e da glicose também);
  7. Ajuda a diminuir o inchaço e a retenção de líquidos: beber água ao longo do dia ajuda a diminuir a sensação de inchaço e a amenizar a celulite;
  8. Regula a temperatura do corpo durante a prática de exercícios. Nosso corpo tente a tentar equilibrar sua temperatura, então, quando está muito quente (ou quando fazemos exercício), ele libera água através do suor p/ regularizar a temperatura, evitando mudanças bruscas de temperatura ou que nosso corpo esquente demais;
  9. Desintoxica o organismo: juntamente c/ as fibras, ajuda a formar o bolo fecal, impedindo seu ressecamento e, consequentemente, a chata da prisão de ventre. É usada como prevenção e no tratamento da infecção urinária, já que bebendo mais água, vamos querer ir mais ao banheiro e aí vai sair o que estiver fazendo mal ao corpo também. De quebra, ajuda na respiração também, pois facilita a expectoração de resíduos pulmonares, por ajudar a diluir o muco;
  10. Combate o envelhecimento precoce. Um recém nascido tem, no seu corpo, de 75% a 80% de água (puro viço, né?). Já uma pessoa entre 60 e 70 anos só tem 50% do mesmo líquido. Quanto menos água tiver no corpo, mais a pele fica enrugada, as juntas endurecidas e o fluxo do sangue diminui;
  11. Protege o feto em formação, pois é o principal componente do líquido amniótico (aliás grávidas devem beber muito mais água ainda).
 
                                                      
 
 
 
O que a falta de água pode causar no organismo?
 
  • Pedra nos rins e infecção urinária;
  • Gengivite, cáries e outras doenças da boca;
  • A redução de 2% de água no corpo pode causar perda momentânea de memória, dificuldade em focar a visão na tela do computador ou em fazer contas básicas;
  • Acidez estomacal ou azia;
  • Dor nas costas (se causada pela falta d´água e não for suprida, pode virar osteoporose);
  • Colite (e aí vem a prisão de ventre);
  • Asma;
  • Pressão alta;
  • Diabetes tipo II (a dos adultos);
  • Altos níveis de colesterol;
  • Depressão;
  • Perda da libido;
  • Fadiga crônica;
  • Lupus;
  • Esclerose múltipla;
  • Distrofia muscular;
  • Morte. 
 
                                                              
 
 
Mesmo p/ quem tem um cotidiano corrido dá p/ chegar na meta dos 2l diários. Você pode colocar lembretes no celular, acionar o despertador p/ tocar na hora de beber água, encher uma garrafinha e deixar ao alcance das mãos, baixar aplicativos que te lembrem de tomar esse líquido tão precioso e comer alimentos que contenham água (todos contêm, mas alguns têm mais outros menos. Normalmente, frutas, legumes e verduras têm mais água. Melancia mesmo tem 92% de água). Enfim, não tem desculpa. Numa comparação talvez meio grosseira, a água é o "óleo" que move essa máquina perfeita que é o corpo humano e sem ela a gente "enguiça" mesmo. Tomá-la é questão de sobrevivência. Então, aproveitem o Carnaval, mas não esqueçam que o melhor da festa é estar bem p/ poder se divertir c/ saúde e a festa não se tornar um desastre, ok?
 
There´s something about tomorrow... No clima de Carnaval, os posts dessa semana vão se relacionar c/ dicas p/ aproveitar melhor a folia (como esse sobre hidratação) e como o próximo, que dará sugestões de cardápio p/ enfrentar os dias de folia bem e c/ disposição.
 
Em off: Uma pequena confissão: ontem fui p/ um niver de 1 aninho e passei dos pontos extras que tinha separado p/ festa. Maaaas, sem desespero, cheguei em casa e fui p/ esteira alternei corrida e caminhada por 75 min e ainda pulei corda. Resultado, gerei ativos que não só cobriam os pontos que extrapolei como ainda me deixavam c/ crédito. o/ Por que estou dizendo isso? Apenas p/ que sirva de inspiração p/ vocês (e também p/ que vejam que eu sou normal, eu como de tudo _ok, menos refri, as coisas que não gosto independente de qualquer dieta e evito frituras e gorduras (não é proibido, mas é igual à propaganda de cerveja "aprecie c/ moderação")_, mas prefiro as coisas saudáveis, de um modo geral, no dia-a-dia, sem abrir mão de gostosuras nas saídas), p/ que vejam que uma situação assim é contornável (não vale já ir comendo a mais se fiando que depois o exercício compensa que aí já é errado, pode virar costume e, nem sempre vai dar p/ se exercitar em tempo). E p/ que saibam que mesmo se tiverem extrapolado e não tiverem "queimar" o consumido a vida continua. Nada de ficar sem comer no dia seguinte. Pode sim fazer uma alimentação mais leve, mas nada de ficar sem comer (pelo VP mesmo, somos obrigados a comer a cota do dia independente do que tenha acontecido na véspera, por exemplo e isso funciona). É tentar, no caso, recuperar a longo prazo. Pense que, a princípio, pelo menos, o mundo não acaba amanhã e isso serve tanto p/ você não comer como se não houvesse amanhã quanto p/ não se desesperar e desistir de vez do estilo saudável, amanhã é sempre um novo dia e uma nova chance de recomeçar!! =]

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Frutas e verduras: por que comê-las?

 
 
Boa noite, gente! Todo mundo já ouviu falar que comer frutas e verduras faz bem à saúde, que tem vitaminas e minerais que o corpo precisa e tal, mas qual a real dimensão disso? O quanto nosso corpo realmente precisa e o que ocasiona a ausência desses alimentos na vida de uma pessoa a longo (e curto) prazo? Vamos tentar responder aqui a essas e outras perguntas.
 
Devemos comer frutas e verduras todos os dias pois eles ajudam a prevenir doenças, fazem bem p/ pele, cabelo, unhas, dentes, ajudam no funcionamento do intestino, fortalece o corpo prevenindo contra infecções. Tão importante quanto comer é variar as frutas e verduras consumidas (tem gente que vai só de batata, já perceberam? E pior, frita... :X), pois nosso corpo se satura das proteínas e vitaminas se consumidas em excesso (o velho ditado, "tudo que é demais faz mal"). E no nosso país existe uma variedade enorme desses alimentos, por que não tirar proveito disso p/ aumentar a qualidade de vida (e até ficar mais bonita)?
 
 
 
 
 
 
 
 
Como fazer alguém que não gosta passar a comer frutas e verduras?
 
  1. Fale dos benefícios que aquele alimento pode trazer p/ corpo da pessoa (se a pessoa não quer comer aipo, por exemplo, mas estiver querendo emagrecer, argumente que ajuda no processo de emagrecimento e é bom p/ desintoxicar);
  2. Dê o exemplo, principalmente em se tratando de crianças, o exemplo é fundamental. Não seja mais um(a) adepto(a) do "faça o que eu digo mas não faça o que eu faço" coma, primeiro, você saudavelmente, e mostre que sim, comer frutas e verduras pode ser muito gostoso, antes de querer convencer o outro a fazê-lo;
  3. Varie o tempero (novidade chama atenção, né verdade?);
  4. Não obrigue ninguém a comer salada ou frutas, a pessoa pode se irritar e tomar abuso do alimento e ter efeito reverso do desejado;
  5. Sopa de liquidificador: minha mãe fazia isso quando éramos pequenos, comíamos os legumes batidinhos e nem percebíamos, era uma delícia!
  6. Varie também nos pratos. P/ quem não gosta de salada, comer verdura logo de cara pode ser difícil, mas comer um bolo de cenoura (c/ cobertura de chocolate, nham, nham!) é bem mais fácil, não é mesmo? Comer coentro talvez não agrade, mas existem sucos verdes que levam água de côco, coentro, suco de maça e abacaxi que são muito gostosos e refrescantes p/ verão. Inove! Seja criativo p/ chamar a atenção da criança (ou adulto_ vai que seu (sua) namow também não é muito fã de verduras feito o meu, né?);
  7. Combine as verduras e legumes c/ peito de peru ou frango ou salmão, requeijão light, croutons, esse tipo de coisa, vai dar um sabor a mais! Coloque molho também, de preferência, um leve (alguns molhos deixam a salada tão ou mais calórica que fast food. Eu prefiro ir de barbecue, que, além de delicioso é zero ponto.). A proteína junto c/ as folhas vai dar muito mais saciedade e demorar p/ que você sinta fome de novo (e deixa tudo mais gostoso!);
  8. P/ crianças, faça pratos coloridos (faça carinhas no sanduíche c/ pão integral do seu filho, por exemplo, usando verduras, fica divertido!).
 
 
 
 
 
 
 
Qual a diferença entre legumes e verduras?
 
Legumes é um fruto salgado, fruta é um fruto doce e verduras vem de verde, planta, folha. Verdura é um termo genérico que trata de hortaliças ou plantas folhosas como alface, couve, repolho e coentro. Os legumes são os frutos (abóbora, abobrinha, berinjela, chuchu, pepino, pimentão, tomate, entre outros), tubérculos (batata), caules (aspargo, palmito e aipo) e raízes (beterraba, cenoura, mandioca, nabo e rabanete, entre outras).
 
Gostei de uma fórmula que achei no blog Qualidade e Nutrição p/ lembrar qual é qual:
 
hortaliçA = verdurA = folhuda
 
legumES = frutos não doces
 
frutos doces = frutas 
 
 
 
Benefícios de certos legumes e frutas
 
  • Melão e cenoura_ têm vitamina A que protege os olhos e aumenta a imunidade;
  • Banana e espinafre_ possuem potássio, usados p/ o bom funcionamento dos músculos e nervos. a banana também tem magnésio;
  • Beterraba_ Controla a pressão arterial, previne o cancro, fortalece os ossos, protege o seu coração, ajuda a perder peso (pensar que até ano passado eu tinha "preconceito" c/ a pobre da beterraba, rs... Hoje em dia eu amo!! E é bom de ver também, ela tem uma cor linda!);
  • Abacate_ previne reumatismo, bronquite, cálculos renais, diarreia, dor de cabeça , eczema, pela seca, parasitas intestinais, colesterol, úlcera gástrica e duodenal, tosse, rouquidão e artrite. Além de saciar a fome, estimula a cicatrização. Por ser rico em vitamina E, é bom para pessoas com doenças cardiovasculares. Pois a vitamina E reforça também o sistema imunitário;
  • Abacaxi_ rico em: vitaminas A, B, C, fosforo, cálcio, potássio e bromelaína. É indicado na má digestão, aparelho urinário, pressão arterial, artrite, bronquite, tosse e obesidade. A bromelina  é uma enzima presente no abacaxi que ajuda na digestão, e ainda pode ser eficaz para dissolver coágulo sanguíneos;
  • Brócolis e aspargos_ fornecem vitamina B, necessária na conversão dos alimentos em energia;
  • Laranja_ vitamina C e ácido fólico;
  • Acerola_ fruta rica em vitaminas A, do complexo B, C, ferro e cálcio. Ótimo nos sintomas de resfriado , gripe e anemia;
  • Aipo_ Rico em: cálcio, potássio, e vitaminas A e  C , suas propriedades dietéticas e ao mesmo tempo hidratante, ainda auxilia na eliminação dos gases intestinais e na eliminação das toxinas, na eliminar do acido úrico do aparelho digestivo. Útil para quem sofre de gota e infecções urinarias. Pode ajuda a reduzir inflamações e artrite;
  • Alface_ Rica em: potássio, cálcio, fosforo, ferro e vitamina A, C e niacina. A alface age como sedativo, calmante, analgésico, cicatrizante, depurativo e desintoxicante. Auxilia no tratamento contra insónia e perturbações gerais do sistema nervoso, dores de cabeça crônicas e tosse, para além disso pode ajudar o organismo e combater o câncer.
 
A lista é muito grande, ia ser um post gigante, então, quem quiser saber mais, é só clicar nos links que coloquei, ok?
 
 
 
 
O quanto comer por dia?
 
Nesse item aqui já respondemos as perguntas do começo do post, a OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda, no mínimo, 400gr de vegetais por dia (frutas e verduras), a fim de prevenir doenças crônicas. De acordo c/ a Pirâmide Alimentar Brasileira, um tipo de guia alimentar adequado à nossa realidade, diz que numa dieta de 2000kcal/dia deve-se consumir 3 porções de fruta e 3 de verduras (p/ Vigilantes do Peso são 5 porções de frutas e/ou verduras, no mínimo, podendo ser consumidas a mais, sem maiores problemas, desde que variadas e sem exageros _não vale comer meia jaca e achar que vai emagrecer e ficar saudável, ok?_). Eles servem p/ diminuir o risco de câncer e problemas no coração, ajudam a controlar a pressão arterial e o peso, além de funcionarem como antioxidantes, protegendo o corpo de radicais livres que podem prejudicas as membranas celulares, fortalecem o organismo protegendo-o contra as doenças pulmonares crônicas e obstrutivas, inclusive a asma e a bronquite.
 
Espero que tenham curtido e passem a incluir esses alimentos no cotidiano. Até a próxima!
 
Thete´s something about tomorrow... No próximo post falaremos da importância da hidratação p/ nosso corpo, na prática de exercícios e no dia-a-dia mesmo (ninguém desidratado no Carnaval, ok? ;) ).

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Divirta-se (e emagreça) com o stand up paddle

 
 
Boa tarde, gente. Resolvi fazer um post sobre um tipo de atividade física, já que os dois últimos foram dicas de alimentação. Queria uma coisa diferente, então, pensei, por que não Stand up paddle?
 
O nome é estrangeiro e significa "Remo em pé", Dá p/ dizer, superficialmente, que é uma modalidade em que as pessoas ficam em pé, em cima de uma prancha e vão remando c/ um tipo de "pá" de borracha _um remo mesmo_. O bom é que não precisa ter bom condicionamento físico p/ praticar _não tem que saber surfar, ok?_. Pessoas de qualquer idade podem praticar. Só a título de curiosidade, esse esporte começou na década de 40, no Havaí, quando os surfistas _os beach boys surf_ de lá subiam na prancha, c/ um remo e uma máquina p/ tirar fotos dos turistas aprendendo a surfar. De lá p/ cá a coisa evoluiu muito e o "SUP" (abreviação da sigla) vem se tornando cada vez mais conhecido mundo afora.

 
 


Por que praticar SUP?
 
Vamos aos benefícios:
 
  • Queima até 350 cal/hora;
  • Tonifica a musculatura de membros superiores e inferiores (perna e abdômen ficam sempre contraídos);
  • Fortalece a musculatura do ombro e articulações do joelho, tornozelo e quadril;
  • Ajuda na recuperação de lesões de tornozelo e joelho;
  • O custo fixo do esporte é baixo (depois que comprou a prancha e o remo, eles duram bastante (diferente de outros esportes em que você tem de fazer sempre uma manutenção do equipamento. O problema é que a prancha e os remos são caros, mas é possível alugar também);
  • Como disse antes, não precisa ser atleta;
  • Proporciona maior contato c/ a natureza;
  • Faz bem p/ mente;
  • É pura diversão!



 


Como praticar?
 
É necessário, pelo menos no começo, um profissional p/ orientá-lo(a), ele irá dizer qual a prancha ideal p/ seu peso e ensinar a postura correta p/ a prática do exercício (evitando posteriores dores nas costas). O remo é usado umas 8 polegadas acima da sua cabeça e é importante alongar antes do exercício p/ evitar lesões. Use colete salva-vidas, no começo e não se afaste muito da praia. Passe protetor solar e use óculos escuros. Beba sempre muita água. E evite lugares onde têm muito jet-ski, lanchas e afins, ok?
 
 
                                                   
 
 
O "como praticar" mesmo, eu copio e colo do site do Globo Esporte, onde o surfista Leco Salazar, atual campeão mundial de SUP Wave dá as dicas:
 
 
PRIMEIRO PASSOPara ficar em pé na prancha, ajoelhe e, com as mãos apoiadas, coloque os dois pés ao mesmo tempo, um ao lado do outro. Nunca solte o remo para levantar.

A REMADA
Na remada, uma das mãos deve segurar a cabeça do remo e a outra o meio. Quando inverter o lado da remada, troque a posição das mãos. Não há regras para o número de remadas de cada lado.

EQUILÍBRIO
Olhe sempre para o horizonte para facilitar o equilíbrio. Quando sentir que entrou na onda, coloque o peso do corpo no pé de trás, para não correr o risco de embicar (mergulhar o bico da prancha na água).

Achei também essa imagem ensinando:
 

 

Onde praticar, no Brasil?
 
 
                               
 
Pernambuco: Maria Farinha (em Recife é preciso ter cuidado c/ os tubarões). Abaixo um vídeo de um grupo que praticou em Maria Farinha:



 
 
                                 
 
 
Rio de Janeiro: Lagoa Rodrigo de Freitas, Praia de Copacabana (próximo ao forte), Praia do Leblon, Recreio, Canal da Barra da Tijuca e Praia da Macumba.
 
 
 
                                 
 
 
Amazônia: Lago do Tarumã, Florestas Alagadas, Encontro das Águas e Rio Amazonas.
 
 
                                        Belo Horizonte (Foto: Divulgação)
 
Belo Horizonte: Lagoa dos Ingleses
 
 
 
                                       Florianópolis (Foto: Divulgação)
 
Florianópolis: Lagoa da Conceição
 
 
Curiosidades
 
                             
 
 
                            
 
 
                                    
 
 
Dá p/ crianças praticarem o esporte _como sugere a imagem c/ o passo-a-passo do SUP_ e tem gente até que faz yoga em cima da prancha ou leva o cachorro junto. Existe até o CarnaSup (Carnaval dos praticantes do SUP que, este ano será comemorado no dia 1º/3, no Canto da Ilha Porchat, em São Vicente (as pessoas vão fantasiadas remar). Em Maceió teve o II SUP da Lua, na sexta dia 14 agora, onde adeptos do esporte se reúnem p/ remar à luz do luar. Bem interessante, né? É ou não é um esporte bem eclético? ;).
 
E aí, curtiram? Nunca fiz stand up paddle, mas já tinha curiosidade sobre o assunto e depois do post (afinal li + p/ poder falar p/ vocês, né?) fiquei louca p/ praticar!! Quem se anima também?

Ah! Aqui tem um teste p/ ver qual tipo de atividade física combina c/ você. Fica a dica (meu perfil deu "diversão, quem faz atividade física p/ se sentir bem, por prazer". Tudo a ver comigo! :D


There´s something about tomorrow... Nosso próximo post falará sobre a importância de incluir frutas e verduras na alimentação p/ um bom funcionamento do corpo (e p/ fica mais bonita também! ;) ). Espero vocês! ;***

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

A importância de comer de 3 em 3 horas

 
 
Oi, gente. Bom, vocês já devem ter ouvido isso que se deve comer de 3 em 3 horas por aí, mas talvez nem todo mundo leve isso a sério ou simplesmente não pensa muito sobre o assunto. Já fui dessas que acha que comer de 3 em 3 horas é p/ bebê ou crianças, e que como adulta poderia me aguentar perfeitamente até a refeição seguinte sem maiores problemas (é incrível a quantidade de coisas que a gente acha que tem de suportar só por que se tornou adulto quando, c/ o tempo, a gente vê que não é bem assim e não precisa levar o mundo nas costas). Pois bem, eu estava errada e vou explicar por quê.

 
 
 
Por que comer de 3 em 3 horas?
 
  • Impede que você queira comer tudo que ver pela frente se ficar muito tempo sem comer;
  • Evita que o organismo ache que está em período de privação e estoque tudo que você comer depois de um longo período sem se alimentar (isso ocorre por que, ao ficar muito tempo sem comer, na refeição seguinte, o organismo terá liberado glicose em excesso que, por sua vez, leva à liberação da insulina também exageradamente, o que ocasiona um acúmulo de gordura na região da barriga);
  • Mantém o metabolismo ativo (pois o corpo terá que trabalhar p/ digerir as calorias, ou seja, gastando energia);
  • Existem nutrientes que são eliminados a cada 3 horas e que o corpo precisa (precisando ser repostos após esse intervalo);
  • Os nutrientes são melhores utilizados do que se fizéssemos apenas 3 refeições (pois, fazendo isso, o corpo vai consumir mais energia do que precisa e irá acumular, ao invés de, se o intervalo entre refeições tivesse sido curto, ele usaria melhor os nutrientes _é dar aquilo que o corpo precisa e nada mais);
  • Temos mais disposição ao fazer isso (c/ intervalos longos entre refeições sentimos moleza, cansaço, o que não acontece se nos alimentarmos regularmente);
  • Evita o "canibalismo muscular": quando o corpo vai buscar energia e não encontra alimentos p/ fornecê-la busca nos músculos os aminoácidos que precisa p/ se manter. Resultado, metabolismo baixo e flacidez;
  • Impede que sua glicose baixe e você tenha tonturas, desmaios e afins.
 
 
 
 
 
Passo o dia todo na rua, o que faço p/ me alimentar nesse intervalo de tempo?
 
 
Simples: programe-se.
 
  1. Leve na bolsa lanchinhos preparados na véspera. Combine proteína e carboidratos nos lanches p/ maior saciedade (a proteína demora mais a ser digerida), sendo o carboidrato sempre uma fruta (a proteína pode ser um polenguinho light, uma fatia de presunto, um iogurte light, uma fatia de pão de forma integral c/ requeijão light, etc).
  2. Baixe aplicativos que podem te ajudar lembrando o horário de se alimentar. Ex: Medida Certa do Fantástico, muita gente já me disse que o Zeca Camargo não falha em lembrar que "é hora de comer uma fruta" depois de passadas as 3 horas da última refeição. Caso prefira, coloque lembretes no celular;
  3. Priorize-se. Vão surgir inúmeras situações p/ te atrapalhar p/ que você não consiga comer no horário certo. O que você pode fazer? Tentar minimizar, no que estiver ao seu alcance, essas situações. Algumas delas são previsíveis (outras não, por isso você tem que se garantir nas primeiras e, por precaução, levar sempre uma barrinha de cereal p/ emergências), então organize-se. Sei que é difícil _principalmente pras mulheres, que tem a tendência de cuidar de todos e esquecer de si_, mas é necessário (quando estamos bem cuidamos melhor dos outros e essa postura se reflete em tudo que fazemos. Bem consigo mesma, bem c/ tudo!);
  4. Caso não dê p/ comer exatamente depois de 3 horas, pode comer um pouco antes (já fiz isso e também já comi um pouco depois, tipo 4 horas depois, não é o ideal, e nem vivo fazendo isso, mas é melhor do que 6 horas depois, né?);
  5. Abra o bocão. Como assim? À medida que você começar a fazer isso seu corpo vai se acostumar e, no dia que não fizer, ele vai estranhar. Ou seja, possivelmente, pode sentir dores de cabeça, tonturas, enjoos (estranhamente fico um pouco enjoada se ficar muito tempo sem comer, então tô colocando esse sintoma aqui também), a pessoa fica "chata", impaciente, desconcentrada _o rendimento no trabalho cai e é mais provável que aconteçam erros_ e pode até desmaiar. Diga que que precisa se alimentar, por questão de saúde, e que não pode ficar muito tempo sem comer (a maioria das pessoas vai entender e talvez nem perguntem o por quê. Caso perguntem, é só dizer isso mesmo, que se acostumou a fazer isso e que precisa continuar por que senão passa mal e "priu"). Sou o exemplo vivo disso, já passei mal várias vezes por ficar muito tempo sem comer (não foi proposital, não era nenhuma dieta maluca, mas aconteceu), ainda mais se juntar a combinação calor demais + água e comida de menos, pronto. Desmaio bonito. Minha pressão é baixa (não é sempre que vai ter um homem forte por perto disposto a te segurar), então é sempre bom se cuidar. O mesmo vale p/ todos, independente disso, ok?
 
 
 
 
Outra dica muito importante, principalmente no começo de qualquer dieta, é fazer um diário alimentar. As pessoas que anotam emagrecem mais (também posso dar meu exemplo, quando anoto sempre emagreço mais do que quando não) pois têm um controle maior do que comem. É possível rever as anotações e ver no que se errou e acertou, o que dá p/ mudar, observar que combinação de alimentos te faz engordar, enfim, "n" coisas. Em tempo, esse diário alimentar abaixo não é meu (o meu é na "munheca" mesmo, rs...), foi só p/ vocês se inspirarem (gostei da ideia da planilha, foi no Googledocs, viram?).
 
 
 
 
Devemos comer nesse intervalo de 3 horas mesmo sem estar com fome, pois é o que o organismo precisa. Talvez você não sinta fome nesses intervalos por que ainda não se acostumou a comer nas horas certas _ainda, mas c/ o tempo a fome vem, esteja certo(a) ;) _.
 
Lembrando que essas 5 refeições diárias (ou 6, se a ceia for algo levíssimo) devem ser leves, principalmente os lanches, que devem ser menos calóricos (p/ quem é do VP, devem "pontuar menos"), senão não adianta de nada. Vai-se acabar comendo muito mais que antes e engordar não é o objetivo, não é mesmo?
 
É isso. Vejo vocês no próximo post e não esqueçam de se alimentar bem (c/ qualidade, não quantidade, ok?) ;) .
 
There´s something about tomorrow... Quer se divertir, aproveitar o verão e emagrecer? Conheça o stand up paddle, a nova modalidade aquática que vem conquistando muitos adeptos Brasil afora no nosso próximo post joiado. =]

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Emagreça rápido e recupere rápido (e alguns quilinhos a mais também): os riscos das loucuras que se faz p/ emagrecer sem esforço



Boa noite, gente. Acordei c/ uma gripe bem chata hoje _que bom que foi hoje e não ontem_, mas vou me esforçar p/ fazer um post legal p/ vocês, ok? Pois bem, acho que se fosse feita uma pesquisa na rua e perguntasse uma lista das coisas que as pessoas querem realizar este ano, entre as primeiras coisas que estaria nela, seria emagrecer. De preferência, rápido. Todo mundo quer um "corpitcho" legal, mas a pergunta é: que preço estamos dispostos a pagar por ele?

Emagrecer não é fácil, exige esforço, disciplina e determinação (e apoio que é muito, muito importante p/ quando fraquejarmos _o que é normal, já que somos humanos_). Só que muita gente esquece disso e busca uma "fórmula mágica" p/ alcançar esse objetivo e, vejam só, isso não existe. O emagrecimento deve ser aos poucos p/ que o organismo possa se acostumar c/ a nova situação do corpo, evitando complicações e até problemas psicológicos. A OMS recomenda que o emagrecimento deve ser de até 1,5kg por semana (o *VP é mais rigoroso quanto a isso, o máximo, ideal, é 1kg por semana), mas por que isso, afinal?

 

Consequências do Emagrecimento rápido:

  • Flacidez;
  • Desmaios;
  • Queda de cabelo e unhas;
  • Anemia;
  • Mudanças no coração (podendo até chegar a ter que colocar um marcapasso por uns tempos);
  • Diminui a libido;
  • Intolerância ao frio;
  • Osteoporose em nível alto;
  • Urina em excesso (perdendo água e sais minerais gerando cãibra, fraqueza, perda de sensibilidade das mãos);
  • Baixa imunidade;
  • Complicações no fígado;
  • Embolia (dá p/ morrer de embolia);
  • Cálculos na vesícula;
  • Metabolismo lento;
  • Morte súbita (em dietas rigorosas demais, pode-se chegar a este ponto).


Sabem, acho que não precisava mais nada, se eu tivesse querendo emagrecer de maneira rápida e inconsequente e alguém chegasse p/ mim e dissesse que poderia ter todas essas coisas eu mudaria de ideia rapidinho. Pode parecer exagero o que vou dizer, mas isso é quase um "suicídio a conta-gotas".
 

Isso por que se dermos uma olhada no aspecto fisiológico, no lado psicológico ainda teria-se problemas c/ a autoimagem ("X" é gordo e de uma hora p/ outra se vê magro, seu cérebro não se acostumou c/ a ideia ainda e se vê como gordo, p/ cérebro "gordo" é o "certo", é o que ele está acostumado, é a "mancha", digamos assim. Então, ele, cérebro, vai fazer de tudo p/ induzir o corpo a voltar ao peso que ele já está acostumado, e, normalmente, as pessoas recuperam o que perderam e ainda ganham, por que demora p/ cérebro processar que já está c/ toda a gordura de volta, e você recupera tudo e ganha mais uns 5 quilos) e até ansiedade mesmo (quem se priva muito tempo de comida acaba gerando o "efeito rebote", ninguém aguenta por muito tempo, aí quando o corpo "grita" que não pode mais, ele vai querer "correr atrás do prejú" e vai comer tudo que ver pela frente, engordando mais até do que o peso antigo, mais uma vez).

Nosso corpo foi criado para "aguentar o rojão", o que significa que quando ele passar por privações ele vai fazer de tudo p/ tentar sobreviver, isso inclui estocar mais gordura e queimar menos calorias durante o período de necessidade (ou seja, a pessoa engorda). Chegando ao ponto de usar o próprio músculo _massa muscular magra_ p/ conseguir energia, o que diminui o metabolismo e faz c/ que a pessoa engorde também.
Dietas que recomendam a ingestão de óleos, por exemplo (lembro logo do óleo de côco), fazem mal por que uma colher equivale, em calorias, ao consumo de um bombom recheado _já pensou comer um bombom recheado antes de cada refeição? É engordar na certa_, tem gente que tem diarreia, ânsias de vômito e conheço pessoas que aumentaram todas suas taxas tomando esse troço. Óleo é gordura, e gordura demais acaba fazendo mal. Pessoas que emagrecem tomando esses óleos é por que adotaram outras medidas no seu dia-a-dia, como alimentação adequada e exercícios físicos (quase que dá p/ dizer que elas emagreceram "apesar" do óleo).

Não adianta querer brigar c/ isso, Deus fez nosso corpo de maneira perfeita e quanto aos meios que ele funciona temos que nos conformar (é melhor que ele seja assim mesmo). O que dá p/ fazer é tentar entender melhor como funciona nosso organismo e buscar alternativas p/ "enganar" o corpo, fazendo c/ que ele "faça o que a gente quer" _nesse caso, o que precisamos dele_. Daí todas as dicas, p/ emagrecer saudavelmente, deve-se procurar um nutricionista (ou um grupo de apoio, óbvio que vocês sabem que vou recomendar o VP, que tem um grupo de apoio e, por trás de todos os ensinamentos, existe uma equipe de nutricionistas e outros profissionais trabalhando p/ desenvolver todos essas ideias p/ gente), desenvolver um planejamento, ter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos e saber ganhar e perder. Ganhar por que sim, é possível não só ganhar um pouco de peso no processo de emagrecimento _p/ depois voltar a perder novamente_ como muitas outras coisas que são boas: autoestima, confiança, qualidade e experiência de vida. E perder, não só os quilos como também o medo de enfrentar o que for necessário para alcançar seus objetivos, perder nesse caso se faz necessário p/ tudo, é encarar o emagrecimento _assim como tudo na vida_ como um plano a ser seguido, c/ uma trajetória que pode (e será alcançada) se a seguirmos à risca (ou c/ pequenos deslizes, até faz parte). É encarar a situação não c/ desespero, mas esperança e ousadia. É saber que o que se tem pela frente é nada mais nada menos que um desafio.

Espero que tenham gostado e não pensem mais em "loucurinhas de verão" p/ alcançar o corpo dos sonhos e sim na alternativa que não é a mais fácil, mas é a melhor e mais duradoura, o emagrecimento saudável. E lembrem-se, se eu consigo, você consegue! ;)

There´se something about tomorrow:  A importância de comer de 3 em 3 horas.

*VP = Vigilantes do Peso

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Alongamento: antes e depois do exercício

 
 
 
Boa noite, pessoal. Vocês devem estar se perguntando por que um post só sobre alongamentos e não sobre algum exercício em si ou sobre alimentação ou coisa que o valha. Pois bem, por que alongar é fundamental p/ corpo, inclusive p/ bom desempenho dos exercícios que costumamos praticar. Entre outros motivos que podem conferir logo abaixo.
 
 
 
 
Por que alongar?

Alongar serve p/ que se evite lesões antes de começar a atividade física (torções, ou coisas do tipo), p/ que aumente o desempenho durante ela e, p/ que depois, não se sinta dor após a mesma (ou menos dor), retornando o corpo p/ a situação de repouso adequadamente.
 
 
 

 
 
Quais os benefícios de se alongar?
 
 
 
 
Existe uma forma certa de se alongar?

Não sei se já ouviram essa (eu também não sabia), mas a melhor forma de fazer alongamentos, p/ que seja feito c/ mais eficiência, é começando pelos membros superiores, passando pelos inferiores e do centro p/ as extremidades. Começa-se pelos músculos primários: peitorais, glúteos, superiores das costas e coxas (esses são os "protagonistas" no movimento do nosso corpo). Depois, segue-se p/ os secundários: músculos das mãos, pés e dedos e bíceps (das pernas e braços).

A princípio, deve-se sentir um pouco de tensão no músculo p/, logo em seguida, relaxar, e manter de 30 a 40s p/ depois voltar ao relaxamento anterior.
 
Aqui tem um quadro de algumas formas de alongamento:
 

 
 
 
 
 
 
Devo fazer alongamento mesmo sem me exercitar?

Os alongamentos podem ser feitos em qualquer lugar e por qualquer pessoa, independente de idade e não necessariamente apenas quando se fizer atividade física. O alongamento pode servir p/ relaxar depois de um dia estressante de trabalho por exemplo (inclusive, certos alongamentos podem ser usados durante o trabalho, sendo esse tipo mais conhecido como "Ginástica Laboral").

Bom, é isso, espero que passem a valorizar o alongamento tanto quanto os exercícios. Até a próxima! ;)

There´s something about tomorrow... Emagrecimento saudável (devagar e sempre). Os malefícios causados ao organismo por um emagrecimento muito acelerado (e induzido por remédios e afins) e por que, no final, quem sai perdendo é a saúde do nosso corpo.



terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Emagrecendo pulando corda!

 
 
Hi, folks! Não deu p/ postar ontem (tava dodói) mas hoje estamos de volta p/ falar de uma atividade que todo mundo já praticou nem que seja na infância: quem nunca pulou corda? Ainda me vem à mente a "clássica" musiquinha de pular corda "O homem bateu em minha porta, e eu abri! Senhoras e senhores..." ou, p/ quem teve uma infância anos 90, dá p/ lembrar de uma música do Trem da Alegria tb ("de todas brincadeiras que eu gosto a melhor é pular corda _é pular corda!_"). Lembranças à parte, vamos ao que interessa:
 
Pular corda emagrece pois trabalha vários músculos do corpo, como braços, pernas, bumbum e abdômen e também aumenta a flexibilidade do corpo, o equilíbrio, a coordenação motora e ajuda a esculpir o corpo (de quebra, ainda é divertido).
 
Mas não se iluda, pular corda é um exercício de alto impacto e, se tiver alguma restrição é bom procurar um médico antes de começar a praticar. É aquele tipo de coisa que parece fácil, todo mundo "sabe fazer", mas que cansa p/ caramba, afinal, você vai estar pulando o tempo todo!
 
Como pular corda de maneira correta?
 
Eu podia dar um passo-a-passo aqui, mas acho mais prático (e eficiente) postar um vídeo que achei na web:
 
                                
 
Aqui ele ensina não só o básico como também pular c/ pés alternados, jogo lateral, etc... Recomendo, no começo ficar só no básico mesmo, p/ evitar lesões (eu também não sei pular assim, só sei o basicão mesmo, tô p/ comprar uma corda e voltar a pular por esses dias, por que c/ os benefícios que descobri _+ do que sabia que tinha_ pesquisando p/ postar no blog eu também quero entrar nessa, rs...). E sim, é normal sentir dor nas pernas nos primeiros dias, o corpo não está acostumado, é um exercício novo, então vai doer um pouco depois mesmo.
 
 
 
 
Vantagens de pular corda:
 
Você pode levar o material _a corda_ p/ qualquer lugar (cabe na mochila, dá p/ levar em viagens também numa boa), uma corda custa barato (além dela só precisa de um tênis c/ amortecedor), pular é divertido, aumenta a saúde cardiovascular e queima gorduras. De quebra, essa é a parte que todo mundo mais gosta, emagrece bastante: C/ 15 dias de treino, praticando por 20 min (nesse site diz 30 min no do link seguinte diz 20 min, na dúvida, melhor fazer 30 m), pode-se perder até 4kg! Combinando c/ alimentação balanceada pode-se chegar a 6kg no mesmo período. Pular corda emagrece mais que pedalar ou correr pois o esforço é maior. Agora, minha ressalva, não duvidando que pular corda emagreça tanto, mas não vá se matar pulando corda nos próximos 15 dias sem nunca ter feito atividade física. Lembro bem do que aprendi no VP que quanto mais rápido se emagrece mais rápido se recupera o peso e isso não queremos, né? Não faça qualquer exercício pensando que, por estar se mexendo mais, vai precisar comer mais, pois é assim que as pessoas engordam. Por essa razão, muitas pessoas em academias não "baixam o lombo" nunca, por que estão num círculo vicioso, -> exercícios -> comida (pesada até) + exercícios + comida ainda, e assim vai. Não faça exercícios p/ comer, faça por que lhe dá prazer, por que é bom p/ saúde e faz você se sentir bem (hello, endorfinas! :P). Eventualmente, poderá comer mais (disse eventualmente, ok?). 
 
 
 
 
 
Pra começar:
 
Alongue antes. Pule de 1 a 2 minutos e faça pausa de 30s. Aos poucos, aumente a duração dos saltos e vá diminuindo os intervalos. Alongue depois. E caso esteja sem corda, dá uma olhada nesse vídeo que sugere um exercício imitando o movimento de pular corda:
 
 
 
 

Bom, pessoal, acho que é isso, espero que tenham gostado e possam aproveitar as dicas. Lembrando que não adianta só o exercício, é preciso alimentação saudável p/ conseguir emagrecer (na verdade, a alimentação é ainda mais importante que o exercício, mas um não deve excluir o outro) e perseverança. Pouco é melhor que nada e se cair, levanta e segue adianta. Se eu consigo, você também consegue! ;)
 
Treino do dia: 75 min de esteira alternando caminhada e corrida.
 
There´s something about tomorrow... Por que devemos alongar antes e depois de nos exercitarmos? Veja aqui no próximo post do Joia. ^^

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Como sobreviver a uma (pós)- festa de Casamento _ Parte 2

Pessoal, acabei nem postando ontem, pois, não deu tempo, 2 casamentos em 2 dias seguidos é complicado, ontem, praticamente, só fiz dormir e me arrumar p/ ir p/ outro casamento (que ainda era à tarde e longe _mas me diverti muito tb! =] _). Foi mal. Mas vamos ao que interessa:
 
Caso você não tenha conseguido se controlar na festa (seguiu só parte das dicas, ou tentou seguir as dicas, mas na hora não conseguiu resistir às tentações) não se desespere: dá p/ reverter a situação (em parte e a não tão curto prazo, mas dá). O que fazer?
 
 
 
 
-> Mexa-se. A melhor maneira de tentar reverter a situação é criando um déficit calórico p/ tentar reverter o quadro da véspera, ou seja, faça algum exercício (de preferência um que goste, assim consegue fazer por mais tempo. Caso queira aumentar a intensidade do exercício está ok se você já está com um bom condicionamento físico, senão, é preferível que só o faça por mais tempo);
 
 
 
 
-> Coma alimentos leves. Não caia numa de "ah! Já chutei o balde ontem mesmo, hoje ainda é fds, então, vou comer mesmo e deixo p/ me preocupar amanhã" e vá comer uma buchada hoje, por exemplo. Prefira frutas, salada, almoce um franguinho grelhado, peixe ou algo do tipo, arroz integral, coisas assim. Pegue leve (estamos no verão, nosso corpo agradece quando não o sobrecarregamos com comidas pesadas nesse calor, ainda mais se já tiver exagerado no dia anterior);
 
 
 
 
 
-> Não se desespere. Pode parecer besteira, mas é justamente um complemento do que falei na dica anterior. Isso me lembra uma frase da minha orientadora do VP, Jônia Marques, "não faça de um lapso um colapso". O mundo não acaba amanhã e você ainda pode correr atrás do prejú. É só voltar p/ caminho certo.
 
 
 
 
-> Não fique sem comer. Sei que muita gente gosta, depois de um dia de comilança geral, de fazer quase que um jejum p/ compensar, mas não vale à pena. Fazendo isso você vai estar dando a entender ao seu organismo que ele vai passar por um período de privação e ele vai entrar em "modo de sobrevivência", por assim dizer, e vai começar a tirar do próprio músculo o combustível p/ continuar trabalhando _e aí "tchauzinho, massa magra"_, é quase um canibalismo. Fora que quando você for comer novamente, seu corpo vai absorver muito mais calorias, pois, como ele acha que está passando por necessidade, via ter a tendência de estocar muito mais gordura, pois fomos feitos p/ nos adaptarmos e sobreviver. E outra, quando for comer de novo vai estar doido(a) de fome e comer como quem veio do deserto o que vai ser pior. P/ quem faz VP mesmo não tem chance: temos que, mesmo depois de exagerarmos, comer a cota diária, pode-se, no máximo, como disse n outro tópico, comer comidas mais leves, mas é sempre bom escolher também comidas que alimentem, saciem (sem exageros, claro).
 
 
 
 
 
-> Suco Detox? Não sou adepta de dietas detox, embora já fiquei seduzida a tentar alguma por uma semana (meu problema seria com meus pontinhos, o dilema entre contar meus 26 pontos diários tentando adequar à dieta ou simplesmente, esquecer os pontos durante uma semana e seguir o detox à risca. Enquanto não me decido quanto a isso, não faço), mas sempre vejo comentários em revistas de boa forma sobre esse suco, então, se quiserem, cliquem e deem uma lida sobre p/ ver se decidem ou não fazer (mas não vale tomar só o suco o dia inteiro, ok?).
 
 
 
 
 
-> Tome chá. Dizem que chá de canela é termogênico (ou seja, acelera o metabolismo contribuindo p/ o emagrecimento). Que chá branco (inibe a compulsão alimentar e é desintoxicante, além de ajudar a controlar a pressão) e chá verde também são. Então, por que não um chazinho depois do almoço ao invés de tomar refrigerante? Pode ser sem açúcar ou com adoçante, fica a seu critério.
 
Acho que é isso. Não tem segredo, não é como se fosse chegar aqui, pegar e agitar uma varinha e pronto, todo mundo fica magro depois da festa, não tem como, é um caminho a ser seguido e, como tudo na vida, quando a gente cai, levanta, limpa os arranhões e segue em frente _c/ o tempo eles cicatrizam ;)_. Espero que tenham curtido e continuem firmes no propósito. Qualquer coisa, comentem, perguntem, fiquem à vontade, o espaço é de vocês. =] E lembrem-se: se eu consigo, vocês também conseguem! :DDD
 
There´s something about tomorrow... Quem nunca pulou corda quando criança? Pois saiba que essa "brincadeira" pode ser uma grande aliada no seu emagrecimento. Saiba como aqui no Joia.